Fase Jovem Avó

Mãe de fase jovem avó

No post de hoje, vou compartilhar com vocês essa fase jovem vovó.

Ser avó na juventude é uma consequência na vida de quem se tornou mãe ainda na adolescência. Pelo simples fato de termos filhos cedo, os netos também viram cedo, claro que para toda regra tem uma exceção. Como já havia falado um em post aqui do blog, engravidei aos 14 anos e minha filha nasceu quando completei 15 anos, hoje tenho 31a e minha filha 16a.

Não vou mentir, mas eu já me imaginava avó, principalmente quanto minha filha completou 14 anos. Olhava para ela e me via na mesma idade e passou vários filmes na minha cabeça, lembrei de todas as coisas que minha mãe me falava quando tinha a mesma idade. Na época era um saco, não vou mentir e hoje vejo toda a importância de cada palavra, frase e sermão. Me tornei mãe, e só quando entramos na vida materna é que damos valor e vem aquela frase clichê: “Bem que minha mãe falou” rss

Vou ser avó e tomei um susto, embora era algo que eu já imaginava que poderia acontecer, embora estivesse na torcida para não ser tão cedo como eu, Levi está a caminho, sim, é um menino e já é muito amo e esperado.

Já me perguntaram, qual é a sensação de ser vovó rss Simplesmente é uma sensação que só vivendo para saber, assim como a maternidade, não tem explicação, é algo que se sente e não se explica. Agora estou sentindo o mesmo que minha mãe quando eu engravidei, olho pra minha filha e me vejo á 17 anos atrás.

Uma coisa é certa, vou ser uma super vovó, afinal de contas, é como se fosse mais um filho, ser vó não é esta velha e sim a oportunidade de reviver toda a maternidade, mas com um olhar diferente.

mãe de fases

Maternidade x profissão

Olá manas, no post de hoje, vim compartilhar com vocês, algumas informações sobre empreendedorismo materno.

Maternidade ou profissão? Parece uma decisão difícil de ser tomada, até por que, ambas exigem dedicação e tempo. Diante desse cenário, resolvi retornar ao mercado de trabalho, mas, de uma forma que não me anulasse como mãe.

 

Trabalhando e acompanhando o desenvolvimento escolar

 

Muitas mulheres, adiam a maternidade para se estabilizar profissionalmente, fazendo com que, o sonho de ser mãe, seja um plano a logo prazo, em algumas, nem despertam esse desejo materno. Por outro lado, mulheres que escolhem a maternidade e optam pelo adiamento de seus planos profissionais, por não querer terceirizar a maternidade.

Engravidei cedo, ainda na adolescência, nesse período, ainda estava estudando, terminei o segundo grau e decidi a estudar jornalismo, mas engravidei do meu segundo filho e adiei os planos da faculdade e comecei a trabalhar. A vontade de cursar o ensino superior, ficou de lado, quando me vi trabalhando em uma área totalmente diferente da comunicação. Engravidei do meu terceiro filho, já em uma fase um pouco mais madura, porém, não tinha me decidido em que curso gostaria de me formar, isso ainda trabalhando na área da saúde, mas, me sentindo um peixe fora d’água. Engravidei do meu quarto filho e já estávamos em uma situação financeira confortável e pude me dedicar única e exclusivamente pra mim e para meu filhos.

Por conta de decisões como esta, algumas mães, encontrão dificuldades para retornar ao mercado de trabalho, tanto por não se atualizar no mercado, quanto ao foto de não querer terceirizar a educação e formação dos filhos.

Pensando em tudo isso, foi que eu resolvi me tornar uma mãe empreendedora. Esse projeto, já tem algum tempo, mas, nunca conseguia tirar do papel, e que aos poucos, esta se tornando realidade. Não vou precisar escolher entre ser mãe ou profissional, posso ser profissional sem abrir mão de ser mãe, agora faço parte do movimento empreendedorismo materno. 

mãe de fases

Meu planner Capricho 2018

Olá manas!

vim compartilhar com vocês, o meu planner 2018!

Comprei um planner no final do ano passado, para conseguir organizar melhor, a minha rotina. Em partes, esta funcionando bem, pois, em alguns quesitos, consegui fixa um cronograma que vem dando super certo.
O planner é bem simples e prático de usar, tem as informações necessárias para que a organização, vire rotina e não um castigo.

Capa

Capa dura, holográfica, com motivos bem fofos de corações, nuvens, arco-íris, … Só tem 1 opção de capa.

Planner 2018
Meu planner

Bolsinho e adesivos

Confesso que estou com pena de usar os adesivos e quanto ao bolsinho, é super útil, amei!

Capricho
Bolso e adesivos

Séries

Para quem é fã de séries, esse espaço é dedicado para compartilhar a nossa visão das nossas séries favoritas.

♥ Filmes

Pra quem gosta de cinema, aqui está uma oportunidade de exercer o seu lado crítico de cinema. Tem como avaliar diretores, roteiros, … E se sentir um jurado rss

And the Oscar goes to ...
And the Oscar goes to …

“Desculpe, estou ocupado sendo incrível!

Espaço dedicado para frases motivacionais.

Sorry! I am buzy, being awesome

Wanderlust e Minha biblioteca

Espaço literário, no qual colocamos os nomes dos livro, conforme vamos lendo ou pretendemos ler, e no final, temos uma biblioteca.

Wanderlust / My library

Planner Mensal e Semanal

Cada mês tem uma cor (lilás, amarelo, verde e rosa) e no pé de página, no início de cada mês, tem ao final de cada mês, tem um espaço para colocarmos as conquista
Mensal: voltado para informações rápidas, tipo lembretes (aniversário, reuniões, …)
Semanal: Voltado para algo mais detalhado

Semanal e mensal
São 4 cores, distribuídos para cada mês!

♣ Comprei na loja Magal, no Rio de Janeiro

♠ Valor: R$24,90

Informações gerais sobre o planner

  • Bolso de papel decorado
  • Capa dura
  • Capa acabamento com detalhe holográfico
  • Espiral colorido
  • Fechamento com elástico
  • Folha de adesivos
  • Folhas para anotações
  • Parte interna da capa decorada
  • Produto certificado FSC
  • Visão mensal e semanal
  • Formato 179mm x 240mm
  • Gramatura 63 g/m²
  • Número de folhas 96 folhas

(Fonte: Site Tilibra)

mãe de fases

Estou de volta em 2018

Ser mãe de 4 fases e cuidar de blog não é tarefa fácil. Estava com saudades desse universo, demorei mas, voltei. Estou cheia de novidades no blog, no canal e em todas as minhas redes sociais. Vou ter mais frequência e mais dicas aqui no blog.

Estou preparando tudo com muito carinho, com muito amor e dedicação. Estou super feliz por ter voltado. Confesso que bateu um desanimo, aqui no blog, pois, quando comecei, sabia que era difícil conquistar um público e torna-lo fiel ao seu conteúdo. E o baixo número de expectadores, comparado as outras redes sociais como: youtube e instagram (que o publico é mais ativo), acabei deixando de lado o blog, pra dar mais atenção para o maior publico.

Depois desse desabafo rss Eu voltei, e agora pra ficar! 

maternidade

Mãe de menina

Ser mãe não é tarefa nada fácil, principalmente ao longo dos anos. Quando nós descobrimos mãe, idealizamos muitas coisa: o sexo, o nome, com quem vai parecer, se vai gostar disso ou daquilo, … Mas, quando eles nascem, vemos que nada é como sonhamos ou planejamos. Isso não significa que seja ruim, mas, é bom sermos surpreendida ao logo do caminho. Seria chato de mais se acontecesse tudo como o planejado, qual seria a graça de ser mãe se não houvesse essas pedras nos caminho?

Como já havia comentado em outro post, que engravidei aos 14 anos, completei 15 anos no meu 5˚ mês de gestação. Quando descobri o sexo fiquei um pouco frustrada, confesso rss Sempre me imaginei mãe de menino, estava na expectativa do Renan (esse seria o nome, caso fosse menino), até que na ultra tive a certeza de ser uma menina. Fiquei feliz sim, mas, no primeiro momento eu tinha certeza que estava errado, por sempre ouvir falar que “enstindo de mãe não falha”, isso é mito, fui descobrir depois.

Escolhi o nome (sim, eu que escolhi o nome, embora hoje, todos dizem que escolheram, rss), tive a ajuda de todos para chegar ao nome final, a única coisa que era certo é que se chamaria Maria, como Nossa Senhora, e fiquei na dúvida do complemento, e finalmente decidimos por Eduarda, sendo assim, Maria Eduarda.

Não tive dificuldades com fraldas, acordar na madrugada, … Já sabia o que me esperava. O ruim é quando eles vão crescendo e não temos como parar o tempo. Hoje ele tem 15 anos, os mesmos 15 anos que tinha quando ela nasceu. Passa um filme na minha cabeça, olho para trás e vejo como tempo passou.

Mais viagens e menos brinquedos, Viagem

Lumiar / Nova Friburgo

Lumiar é o 5° distrito do município de Nova Friburgo, e fica na região serrana estado do Rio de Janeiro e também está ligada a região dos lagos através da Estrada Serra Mar.

Essa é uma cidade que indico muito a conhecer, e uma cidadezinha linda, pequena e muito encantadora, só não a conselho fazer bate-volta, por ser um pouco distante da capital, se torna uma viagem muito cansativa, sem contar que, fica dificil querer voltar no mesmo dia.

Passamos por 2 serras, Cachoeiras de Macacau e Nova Friburgo, pra quem nunca foi, aconselho ir durante o dia, pois tem muitas curvas, sem contar que a serra tem uma vista maravilhosa, e para apreciar, somente com a luz do dia.

Pela rodoviária, demora um pouco mais pois, trajeto do ônibus, é mais logo, atravessa a ponte Rio/Niterói, que também tem uma vista linda, e a viagem é bem praseroza (pra quem gosta de ir contemplando a paisagem). Agora, pra quem vai de carro, a comodidade é muito melhor, além da opção de ir por Niterói, pode ir por Guapimirim, que na minha opinião, é mais rápido e a vista é mais verda.

O que fazer um Lumiar 

Trilhas sem guia, trilhas com guia, rapel, raffing, alpinismo, mountain bike, passeios de Jipe,entre outras atividades que, a maioria, tem como levar crianças (depende da idade), que mim é excelente.

Antes de fazer as malas e sair pela estrada, é bom consultar disponibilidade de hospedagem, pois, em alta temporada a procura é muito grande e quanto aos passeios, depende também do clima. Em relação a gastronomia, tem boas opções de Restaurantes, Lanchonetes e Bares.   

Observacao

Em Lumiar não tem opções de bancos e nem caixa 24hs. Sendo assim, é bom levar uma reserva em dinheiro ou usar o debito/credito, mas maioria do comércio, aceitam cartão de crédito e débito.

 

Mais viagens e menos brinquedos

Lumiar - Nova Friburgo

Minha primogênita, Duda – Lago de Lumiar

Mais viagens e menos brinquedos
Amo esse lugar – Lumiar

Mais viagens e menos brinquedos
Centro de Lumiar
Mais Viagens e menos brinquedos
Viagem em família
Gestação

Mãe aos 14 anos

    Sim, aos 14 anos descobri que estava grávida, e ao contrário do que todos pensam no primeiro momento, não foi algo que “aconteceu”, pelo contrário, eu estava certo que queria ser mãe, o motivo, era pra ter a minha tão sonhada liberdade. E ela veio? De certa forma sim, e junto com uma liberdade e responsabilidade. Fiquei muito feliz, via tudo como uma grande “brincadeira de casinha”. Eu estudava, estava no último ano de ginásio, e foto de estar grávida, não me fez para estudar, sabia que eu era superar. Lembro como se fosse hoje, cada momento. Não foi fácil, muito muito familiar, ou o apoio já está em fase final da gestação (como acontece na maioria dos casos).Tinha uma coisa, que eu sonhava todos os dias, era com o meu dia de princesa, e esse dia chegou, mas eu quero que trocar esse sonho de baile de debutante para uma festa de chá de bebê, se eu fiquei triste? Lógico, afinal, sonhei tanto com esse dia, e quando ele chegou, não pude realizar o meu sonho, mas, eu conformei pois, escolhi ser mãe, sEu escolhi, em alguns casos, uma maternidade e uma questão de escolha. Ao engravidar, acreditado que estava localizado no encontro da minha liberdade. Me sentia muito presa, não podido sair sozinha, horário pra estar em casa, … Entre outras coisas, nos quando jovens, não entendemos. Fui morar com meu namorado, assim como minha filha nasceu, isso mesmo, era uma menina, e depositei nela, tudo que sonhei pra mim e tudo que “sonharam” pra mim. Em fim, chegou o grande dia, o nascimento da Maria, mesmo nome da mãe de Jesus. E esse foi o momento mais feliz da minha vida, não estou arrependo por escolha e se voltasse o tempo, sem nada absolutamente nada. 

          Screenshot_20171001-165909