dicas

A importância de ter um domínio próprio

No post de hoje vou compartilhar com vocês sobre as vantagens de ter um domínio para o seu blog. Espero que gostem e leiam o texto até o final.

Pra quem já tem um blog ou esta pensando em criar um, o domínio é muito importante, é através dele que personalizamos o endereço do site e email. Algumas blogueiras, por está começando, não dão importância para comprar um domínio e deixando para registrar depois que começam a crescer e ganhar seguidores e isso não é bom.

O domínio, para quem não conhece, é o nome do seu blog .com, .com.br, .gov, … ponto alguma coisa. Quando comecei, a primeira coisa que fiz foi me informar mais a respeito da parte burocrática, pesquisei em sites e assisti alguns vídeos no youtube, levantei as informações necessárias para dar os primeiros passos. Após ter escolhido o nome, fui no site do registro.com e verifiquei a disponibilidade do nome, estava disponível e finalizei a compra. Lembrando que, nem sempre o nome que você escolheu vai esta disponível, muitas das vezes ele já esta registrado, nesse caso, aconselho a escolher outro nome.


Depois do domínio registrado, você pode criar o site e email personalizado, fazer cartão de visita e identidade visual, para dar mais credibilidade a sua marca e mais segurança aos seus seguidores e futuros parceiros, lembrando que: Domínio e marca são 2 coisas diferentes. O próximo passo é o registro de marca, mas, esse é um assunto para o próximo post. Até lá!

dicas

Blog – Por onde começar?

Olá manas, no post de hoje, vou compartilhar com vocês algumas dicas pra quem quer criar um blog. Tem certeza que quer criar um blog? ainda tem dúvidas? então continue lendo o post.

Ser blogueira não é tarefa fácil, pois exige dedicação, tempo e criatividade. Vou deixar aqui algumas dicas para quem quer começar a blogar.

1- Nome do blog
Uma das maiores dificuldades de quem esta começando é saber se vai utilizar o seu próprio nome ou se vai criar um nome que identifique seu conteúdo. Com o crescimento dos blogs, esta difícil encontrar um nome criativo, mas não é impossível, pesquise e analise se o nome escolhido tem haver com o tema a ser abordado.

2- Nicho

A escolha do nicho é muito importante, com ela vai ser mais fácil organizar seus post e atingir seu público alvo. Com o que você se identifica? o que gosta de fazer ou falar? tem conhecimento do assunto? a partir dessas perguntas, você vai ter a resposta do ponto de partida (ex: maternidade, beleza, culinária, … ).

3- Tema

Mesmo tendo escolhido seu nicho, vai precisar de um tema, ou seja, se o blog vai abordar assuntos maternos, escolha qual seguimento da maternidade você vai querer compartilhar. (ex: gestação, alimentação, looks, … ) não que você esteja limitada a um único tema, mas, para começar a criar conteúdo, fica mais fácil para organizar os post e depois vai ampliando os temas.

4- Mídia social

Saber em qual mídias você vai querer trabalhar é muito importante. Hoje temos uma variedade de rede social, o bom seria ter uma conta em cada uma, assim aumentam as chances do seu publico te encontrar. As redes sociais mais populares são: Instagram, facebook, tweeter, youtube e o site.

5- Frequência

A frequência das postagens é muito importante, pois quem te segue já sabe que nesse determinado dia, vai ter um novo post. Pra quem esta começando, aconselho a ter posts prontos ao menos para os 3 primeiros meses, pode parecer muito, mas, é mais fácil ter 2 ou 3 messes programados, do que fazer postagem pro dia ou para semana, principalmente para blogs maternos (Nem sempre vamos ter tempo para fazer postagens de um dia para o outro).

6- Identidade visual

Depois de escolher o nome e o nicho, chegou a hora de escolher a imagem que reflita a imagem do seu blog. A identidade visual pode ser um desenho, símbolos, formas, … de uma forma que seus seguidores associe a figura ao seu conteúdo. Tem que ser algo feito para você, pois algumas logomarcas tem direitos reservados, impedindo que seja associado a outras marcas.

Blog materno mãe de fases
Blog mãe de fases
mãe de fases

Maternidade x profissão

Olá manas, no post de hoje, vim compartilhar com vocês, algumas informações sobre empreendedorismo materno.

Maternidade ou profissão? Parece uma decisão difícil de ser tomada, até por que, ambas exigem dedicação e tempo. Diante desse cenário, resolvi retornar ao mercado de trabalho, mas, de uma forma que não me anulasse como mãe.

 

Trabalhando e acompanhando o desenvolvimento escolar

 

Muitas mulheres, adiam a maternidade para se estabilizar profissionalmente, fazendo com que, o sonho de ser mãe, seja um plano a logo prazo, em algumas, nem despertam esse desejo materno. Por outro lado, mulheres que escolhem a maternidade e optam pelo adiamento de seus planos profissionais, por não querer terceirizar a maternidade.

Engravidei cedo, ainda na adolescência, nesse período, ainda estava estudando, terminei o segundo grau e decidi a estudar jornalismo, mas engravidei do meu segundo filho e adiei os planos da faculdade e comecei a trabalhar. A vontade de cursar o ensino superior, ficou de lado, quando me vi trabalhando em uma área totalmente diferente da comunicação. Engravidei do meu terceiro filho, já em uma fase um pouco mais madura, porém, não tinha me decidido em que curso gostaria de me formar, isso ainda trabalhando na área da saúde, mas, me sentindo um peixe fora d’água. Engravidei do meu quarto filho e já estávamos em uma situação financeira confortável e pude me dedicar única e exclusivamente pra mim e para meu filhos.

Por conta de decisões como esta, algumas mães, encontrão dificuldades para retornar ao mercado de trabalho, tanto por não se atualizar no mercado, quanto ao foto de não querer terceirizar a educação e formação dos filhos.

Pensando em tudo isso, foi que eu resolvi me tornar uma mãe empreendedora. Esse projeto, já tem algum tempo, mas, nunca conseguia tirar do papel, e que aos poucos, esta se tornando realidade. Não vou precisar escolher entre ser mãe ou profissional, posso ser profissional sem abrir mão de ser mãe, agora faço parte do movimento empreendedorismo materno.